Brasil “acolhe” Vinho Madeira com entusiasmo

Terminou ontem a presença do Vinho Madeira na feira Expovinis - S. Paulo, naquela que é considerada a maior, do segmento na América Latina e uma referência no mercado mundial. O balanço desta participação foi muito positivo tendo o stand do Vinho Madeira registado sempre uma procura constante do trade vinico brasileiro. Foram efetivamente muitos os interessados em conhecer e ou aprofundar os seus conhecimentos sobre este vinho Único no Mundo.

 

Merece também particular destaque a atribuição de mais um prémio internacional que o Vinho Madeira arrecadou no âmbito desta feira. O Medium Rich Single Harvest 1998, da Henriques & Henriques, ganhou o prémio de melhor vinho, na categoria de doces e fortificados, no prémio TOP TEN, uma das mais importantes e cobiçadas provas de vinhos organizadas no Brasil. Dos 180 vinhos votados, em todas as categorias em prova, foi o vinho que atingiu uma pontuação mais elevada, de 94 pontos.

 

A comitiva madeirense que participou na Expovinis, ruma agora para a cidade do Rio de Janeiro, onde na próxima 2ªfeira, 30 de Abril, será realizada uma Prova de Vinho Madeira, organizada pelo Institutito do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira (IVBAM).

 

Esta iniciativa dirige-se a líderes de opinião, jornalistas, sommeliers e demais profissionais da hotelaria e restauração locais, sendo composta por dois momentos distintos, um masterclass, das 15h00 às 16h30, conduzido pelos prestigiados críticos de vinho, Alexandre Lalas e Rui Falcão e uma prova de vinhos livre, das 16h30 às 19h30. As expetativas para estas provas são muito otimistas prevendo-se a presença de mais de 100 participantes.

 

O mercado brasileiro é atualmente um mercado em forte expansão para os vinhos portugueses no geral, sendo que o sector do Vinho Madeira tem estado nos últimos anos seriamente empenhado em incrementar o seu volume de comercialização neste destino, que já foi, entre os séculos XVI e XVIII, um dos principais mercados de exportação do Vinho Madeira.

A participação nestes eventos é cofinanciada em cerca de 85% por fundos comunitários, veiculados pelo Programa Intervir +, sendo o restante montante suportado pelo orçamento regional.

  • Imprimir