Vinho Madeira a bordo do Navio-Escola Sagres

 

Sagres1 

O Navio-Escola Sagres, que no passado dia 19 de Janeiro iniciou a sua viagem à Volta do Mundo, amanhã, efectuará uma passagem pelos mares da Madeira, aproximando-se da Baía do Funchal, onde embarcará uma pipa de 55 litros de Vinho Madeira, do Instituto do Vinho do Bordado e do Artesanato da Madeira (IVBAM), com o objectivo de recriar a epopeia do chamado “Vinho da Roda”.

 

Os produtores de Vinho Madeira também participam nesta iniciativa, enviando 30 garrafas de Vinho Madeira, com as quais o Capitão-de-fragata, Proença Mendes, amavelmente se prontificou a brindar, com os seus convidados, em cada porto de escala do navio.

 

Esta parceria da Marinha Portuguesa com o Vinho Madeira será um inestimável contributo para a promoção além fronteiras deste produto emblemático da nossa Região.

 sagres2

Assim a bordo da “Sagres” e durante 11 meses, o Vinho Madeira irá marcar presença em vários países, são eles o Brasil, o Uruguai, a Argentina, o Chile, o Peru, o Equador, o México, os EUA, o Japão, a China (incluindo Macau), a Coreia do Sul, a Indonésia, Timor-Leste, Singapura, a Tailândia, a Malásia, a União Indiana, o Egipto e a Argélia.

 

A pipa de Vinho Madeira, da casta Malvasia 2000, na sua viagem pelos 5 continentes, sofrerá a ondulação constante do navio e a influência das variadas condições meteorológicas até regressar à Madeira. Com esta “Roda do Mundo” espera-se que a complexidade do Vinho Madeira aumente, conferindo-lhe características organoléticas especiais, numa notável aceleração da sua maturação e desenvolvimento de qualidades únicas.

 sagres6

Os 500 anos de história do Vinho Madeira estão recheados de peripécias e peculiaridades que o tornam único e famoso no Mundo inteiro. O calor e a exposição oxidativa, dois dos principais inimigos do vinho, actuam como aliados do Madeira, resultando em vinhos únicos e de longevidade inigualável.

 sagres9

O Vinho da Roda, data já do século XVII, quando o Vinho Madeira teve nas Índias um dos seus principais mercados. O transporte do Vinho Madeira para aquelas paragens era feito nos porões dos navios que atingiam temperaturas muito elevadas na passagem pelos trópicos. Acontecia, por vezes, que o Vinho regressava à Europa, tendo-se verificado que estas viagens beneficiavam grandemente a qualidade do vinho.

 

É então que tonéis de Vinho Madeira são enviados para as Índias, com o único objectivo de o enriquecer e valorizar, para então regressarem à Europa onde conquistaram uma fama sem precedentes.

 Sagres10

Motivados pelas evidências de que o calor engrandecia o Vinho Madeira e provavelmente aliciados pela valorização do Vinho da Roda, os produtores, em meados do século XVIII investem na estufagem, uma das técnicas que é utilizada no envelhecimento do Vinho Madeira até aos nossos dias.

 

O embarque do Vinho Madeira foi feito através de uma embarcação da Autoridade Marítima que saiu da Rampa de São Lazaro, Porto do Funchal, no dia 22 de Janeiro, pelas 09h15.

  • Imprimir