Conhecer as Bebidas Espirituosas

 

 

O IVBAM é o organismo que na Região Autónoma da Madeira tem a seu cargo o controlo da produção de bebidas espirituosas regionais, cujo sector tem vindo a assumir um peso cada vez mais significativo na economia da Região, com especial destaque na defesa das duas bebidas espirituosas regionais com Indicação Geográfica Protegida a nível comunitário, o «Rum da Madeira» e o licor «Poncha da Madeira».
 
De todas as bebidas espirituosas produzidas na RAM, o «Rum da Madeira», vulgarmente conhecido por aguardente de cana sacarina, é sem dúvida a bebida espirituosa produzida e comercializada em maior quantidade e consequentemente aquela que assegura um maior contributo para a economia regional, quer pela via da arrecadação de impostos que proporciona (Imposto Especial de Consumo – IEC), quer pelo efeito impulsionador sobre o sector agrícola, mais concretamente sobre o sector da cana-de-açúcar, que nos últimos anos tem apresentado uma clara tendência de crescimento, com um aumento do número de agricultores que se dedicam a esta cultura.
 
Em 2017 foram 5 engenhos no exercício da atividade, tendo a produção total de «Rum da Madeira» ultrapassado os 335 mil litros (em álcool puro), o equivalente a aproximadamente 671 mil litros a 50 % vol., resultante da transformação de mais de 9.007 toneladas de cana-de-açúcar. Foram ainda engarrafados em 2017 mais de 503,7 mil litros de «Rum da Madeira».
 
Logo a seguir ao «Rum da Madeira», os licores regionais são as bebidas espirituosas com uma produção e um engarrafamento mais expressivos na RAM, na sua grande maioria produzidos a partir de frutos e plantas da Região. Em 2017, foram 8 o número de agentes económicos inscritos no IVBAM como produtores de licores, com uma produção total que ascendeu os 360 mil litros, dos quais mais de 187 mil litros de »Poncha da Madeira». 
 
 Além do «Rum da Madeira» e dos licores, foram ainda produzidas em 2017 na RAM outras bebidas espirituosas: Genebra (2.382 litros) e Gin Destilado (1.568 litros).